segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Da França para Niterói, um lindo casamento no estilo Provence

Provençal vem de Provence, região situada no sul da França que batizou esse estilo simples e romântico de decorar. 


A Provence tem um papel mais tradicional na cultura francesa do que se imagina. São de lá as belíssimas paisagens das plantações de lavanda, que desde a idade média é a matéria-prima da perfumaria tão famosa desse país. 


E esse mesmo cenário encantador serviu de inspiração para algumas obras de Van Gogh. Na culinária a Provence contribuiu com o conhecido mix de ervas aromáticas que são o tempero-base da cozinha mediterrânea, as Herbs de Provence.

A França do Palácio de Versailles tornou-se para o mundo a referência no que havia de mais sofisticado nos séculos XVI e XVII. E, se influenciava o mundo, como isso se daria dentro do próprio país? Da falta de condição financeira surgiu uma alternativa criativa. Os artesãos, para esconder os defeitos da madeira mais inferior, inventaram uma mistura à base de gesso e cola, chamada gessocré. Essa mistura disfarçava os defeitos da madeira, mas com o tempo a pátina se desgastava e o móvel adquiria aquela aparência que criou o estilo. 


Quando Maria Antonieta mandou construir nos jardins de Versailles sua "pequena vila", e a decorou dessa maneira, o estilo provençal ganhou status e virou sinônimo de elegância.


Além da pátina, o estilo se compõe das estampas em tons suaves de azul, verde e rosa, listras e cenas rurais chamadas de (toile) de jouy, todas aplicadas aos tecidos e às louças que completam o charme do estilo rural francês.


Pesquisei a Provence para que saibam como foi para mim entrar no universo da Raphaela. Uma noiva apaixonada por esta cidade simples e tão delicada como ela própria, a Raphaela. Desde a primeira reunião, a Raphaela deixou claro que sua decoração de casamento seria nos moldes desta cidadezinha francesa. Ela comprou na cidade as peças para decorar seu casamento, inclusive a lavanda que importou direto de lá. Que delícia! 
  
Aspergimos a fragrância nas flores e seu perfume envolveu a todos os convidados à chegada no local do evento. Como já sabíamos que 11 de dezembro de 2010 seria final de primavera, optamos por uma leve mistura de flores artificiais e naturais. A lavanda e as hortênsias (artificiais) e a chuva de prata (natural). O resultado? A completa composição entre todos os envolvidos junto com a Raphaela e Eduardo. A cerimônia e recepção aconteceram na frente da Igrejinha de São Francisco Xavier – Niterói. Transportamos a cidade Provence para o alto da praia mágica de Niterói. O lugar mais procurado para casamento, por proporcionar a cerimônia ao ar livre de frente para a baía de São Francisco.

Fotos publicadas aqui: Art Garden
Contamos com a parceria dos seguintes fornecedores:
Produção – Solanas Cerimonial by Rosangela Solano
Cobertura, Tendas e Mobiliário – Ekipetendas
Flores – Art Garden
Foto – Fausto e Valéria
Filmagem – Fernando Manhães
Bolo – Casal Garcia
Doces - Ana Bahrie, Louzieh e Vânia Estebanez
Bem Casados – Martha Proto
Formas para doces – Denise – mãe da noiva
Acessórios – acervos da noiva
Tapetes - Sharles Rafael

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia as regras de nosso blog
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:
- Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- Se quiser deixar sua URL comente utilizando sua OPenID;
Obs: Comentários dos (as) leitores (as) não refletem as opiniões do blog e nem de seus autores.